Benefícios da Filosofia Lean em tempos de crise

ProMoveAgilidadeBenefícios da Filosofia Lean em tempos de crise
5 Benefícios da Filosofia Lean em tempos de crise

Para aumentar a competitividade e melhorar os resultados dos negócios no cenário de crise gerado pela pandemia da Covid-19, as empresas precisam estar envolvidas com as demandas atuais e atendê-las da melhor maneira. 

Por isso, muitas empresas estão em processo de redesenho e reestruturação de seus negócios, inovando e assumindo riscos a partir da criação de uma cultura de aprendizado contínuo que garante avanços em todos os aspectos.

Os períodos de crise sempre podem impulsionar muitas melhorias para as organizações, desde que contem com um bom sistema de gestão que conduza ao sucesso. E quando o assunto é sobrevivência e desenvolvimento em tempos de crise, a filosofia de gestão mais indicada é a Lean, por implementar o “pensamento enxuto” em todas as áreas e processos da organização.

Foi por meio dessa filosofia que muitas empresas conseguiram transformar momentos difíceis em oportunidades, reinventando-se e adotando práticas alinhadas ao novo cenário. 

O que a Filosofia Lean prega?

A filosofia Lean é um termo criado para representar a filosofia de melhoria contínua que ajudou a aprimorar o sistema de produção da Toyota no Japão após a Segunda Guerra Mundial. O foco da filosofia Lean na automação e redução de perdas e desperdícios foi um dos fatores de sucesso que ajudaram a Toyota a se tornar uma das maiores empresas mundiais no final do século XX.

Trata-se de uma forma de gestão que visa a otimização de recursos e a redução de todos os desperdícios que não agregam valor ao produto ou ao serviço oferecidos a um consumidor final. Assim, o tempo, a mão de obra, os processos e os gastos são totalmente otimizados visando a entrega de valor ao cliente, que é o foco de toda a estratégia desse sistema de gestão.

O pensamento Lean busca formas de melhorar o trabalho realizado, resolver problemas e alocar/desenvolver pessoas para se envolverem nesse processo da melhor forma. Essa mudança não ocorre apenas no âmbito técnico, mas perpassa todas as áreas e promove uma mudança de mentalidade na organização como um todo, colocando em prática a eliminação de desperdícios em todas as etapas dos processos e a aprendizagem contínua de resolução de problemas de modo sistemático.

Princípios da Filosofia Lean

O foco do sistema Lean é promover melhorias na entrega de valor e no fluxo das operações, aspectos que devem receber atenção total e ser trabalhados continuamente. Isso se dá por meio de ferramentas e métodos “enxutos” que fazem parte dessa cultura de aprendizado e desenvolvimento contínuos. Para tanto, essa filosofia segue 5 princípios:

  • Identificação do valor a partir da perspectiva do cliente

É preciso identificar os aspectos do produto ou serviço que agregam valor sob a perspectiva do cliente. O valor é dado a partir da combinação ideal entre o que os clientes desejam e o que a empresa tem a oferecer. 

Nesse ponto, é preciso fugir do padrão e ir além, identificando inclusive necessidades que nem mesmo os clientes se dão conta. Ter um bom “porquê” para oferecer um produto que atende à necessidade do cliente é uma forma de potencializar essa entrega de valor.

  • Mapeamento do fluxo do valor

Ao identificar as necessidades e desejos dos clientes que precisam ser atendidos, fica mais fácil eliminar tudo aquilo que não agrega, os desperdícios, e focar nos pontos mais importantes. 

Trata-se de observar e analisar as etapas do processo para sugerir alternativas para se chegar ao objetivo final. 

  • Criação do fluxo contínuo

Esse princípio sugere uma reorganização nos processos para torná-los mais fluidos, sem interrupções. O objetivo  é otimizar os processos de produção, por meio de um fluxo contínuo, visando atender o cliente rapidamente. 

Curso CMMI 2022

Para isso, é preciso reorganizar e/ou reduzir algumas etapas do processo, esforços, tempo e custos desnecessários. 

  • Consolidação da produção puxada

Segundo esse princípio, a quantidade da demanda deve ser controlada e enxuta, ou seja, deve-se focar apenas naquilo que o cliente solicita e eliminar os excessos e desperdícios. Assim, não há desperdícios no armazenamento ou na estocagem de produtos. A reposição ocorre conforme o consumo do cliente, que “puxa” o produto sempre que precisar.

Por exemplo, no desenvolvimento ágil de software, a produção puxada é representada pelo backlog priorizado pelo Product Owner que define as estórias (requisitos) mais relevantes para serem “puxados” pela equipe de desenvolvimento. Recomendamos a leitura do nosso artigo sobre Scrum para você entender melhor sobre o assunto.

  • Perseguir a perfeição

Significa buscar sempre a melhoria contínua de todas as partes envolvidas nos processos para que o valor seja entregue sem excessos ou desperdícios. Seguindo este princípio, todo o trabalho de otimização nunca tem fim, pois o objetivo é sempre buscar a perfeição. Isso aumenta o empenho e a vontade de sempre melhorar e entregar mais.

Como a Filosofia Lean pode ser útil em momentos de crise?

A crise provocada pela pandemia da Covid-19 desestabilizou a economia mundial, gerando impactos profundos em todas as estruturas sociais. Entretanto, assim como aconteceu com a Toyota durante a Segunda Guerra Mundial, é possível criar oportunidades a partir de novas estratégias e modelos de gestão que, em vez de se prenderem à dificuldade, foquem na evolução e no aprendizado. 

É por isso que a filosofia Lean é tão essencial na superação e sobrevivência em tempos de crise, pois o momento pede uma reorganização da gestão e das estratégias de negócio, que se desenvolvem a partir da implementação de novos padrões operacionais para que os prejuízos sejam reduzidos e a economia restabelecida.

Esses novos padrões são ajustados por meio da aplicação dos princípios do Lean Thinking e da incorporação de sua cultura. Assim, o trabalho de estabelecer valor, reduzir recursos (tempo, pessoas e custos), identificar falhas, corrigir desvios, melhorar a logística e perseguir a perfeição são ferramentas essenciais para auxiliar uma empresa em momentos difíceis. 

Assim, com a palavra de ordem “enxugar” perpassando toda a cultura e operações organizacionais, a empresa pode experimentar as seguintes melhorias:

  • Planejamento;
  • Democratização da gestão;
  • Maior envolvimento da equipe;
  • Fácil adaptação a mudanças;
  • Resiliência;
  • Aprendizado e melhoria contínuos;
  • Agilidade em todas as etapas do processo;
  • Maior satisfação do cliente;
  • Cultura voltada para a inovação e melhoria;
  • Melhoria nos resultados e lucros;
  • Redução de falhas, erros, estoque, custos e processos.

Enxugue e cresça!

A filosofia Lean é uma solução mais que essencial em momentos de crise. A aplicação de seus princípios promete uma série de benefícios que vão além da sobrevivência em tempos difíceis. 

É uma reestruturação de pensamento que pode revolucionar a atuação e a existência de uma organização, fortalecendo cada vez mais os seus passos rumo ao avanço. 

Entretanto, como toda mudança é dolorosa, é preciso muito planejamento, boa análise das dificuldades e melhorias, bom treinamento e colaboração de equipes, ampla visão de negócio e clareza de valor. 

Com isso, é possível responder mais facilmente às perguntas “O que está gerando entrave nos processos?”, “O que pode ser melhorado no fluxo dos processos e nas estratégias”, “Quais os excessos/desperdícios que precisam ser minimizados? Como?”, “Quais valores pretendemos gerar? Para quem?”, “Quais as pessoas que realizarão as atividades? Como?”.  

As respostas para tais perguntas determinam o sucesso da sua jornada para o novo. Se interessou pelo assunto? Convidamos você a conhecer nossos treinamentos in company e traçar sua jornada rumo à implementação da Filosofia Lean em seu negócio

About the author

Consultor em Melhoria de Processos na ProMove. Doutor em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010), Mestre em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003) e graduado em Ciência da Computação pela Universidade Federal da Bahia (2000). Possui experiência em melhoria de processos, gerência de projetos e coordenação de equipes de consultoria. É consultor na implantação de processos aderentes aos modelos de qualidade CMMI e MPS. Atuou na concepção/desenvolvimento de um framework na linguagem .Net. É certificado ITIL v3 Foundation. É instrutor credenciado dos cursos de capacitação do modelo MPS. É implementador credenciado do modelo MPS para Software e MPS para Serviços. É avaliador líder experiente do modelo MPS para Software e Serviços. É avaliador líder do modelo CERTICS.