Saiba quais são os principais indicadores de desempenho de TI

ProMoveMelhorias de ProcessoSaiba quais são os principais indicadores de desempenho de TI
Indicadores de Desempenho de TI

Nos processos de gestão administrativos e financeiros, os indicadores de desempenho são bastante utilizados. Existem, inclusive, aqueles que são cruciais para analisar a performance do negócio, chamados de KPIs. Porém, se você ignora esses recursos na área de TI, saiba que comete um grande erro.

Com o papel estratégico desse departamento, é essencial que seus resultados sejam mensurados para saber se o caminho adotado traz benefícios para o negócio ou se é necessário fazer ajustes. Apesar disso, poucas empresas adotam essa prática.

Para se ter uma ideia, a empresa de tecnologia Kaseya indicou no seu levantamento IT Operations Survey 2017 que 900 negócios de pequeno e médio portes usaram menos que a metade dos KPIs básicos e tradicionais do setor. O dado demonstra um desconhecimento significativo desse assunto.

Para reverter esse cenário e mostrar por que sua empresa precisa adotar os indicadores, neste post, explicaremos sua função, quais são os principais e como aplicá-los no seu negócio.

Os indicadores de desempenho em TI e sua função

Um KPI é um número de valor mensurável que indica a eficácia de determinado setor em alcançar seus objetivos de negócio. No caso deste artigo, tratamos especificamente da área de TI. Em qualquer caso, os indicadores servem para avaliar o sucesso das ações empregadas com o propósito de alcançar os alvos delineados.

Para que sejam realmente eficientes, os KPIs precisam ser adequados. Isso depende do mercado de atuação do negócio e do que é relevante para os seus propósitos. Por exemplo: para o setor financeiro, vale a pena considerar o retorno do investimento (ROI), a liquidez corrente, a margem bruta etc.

Já no setor de TI, os KPIs são bem diferentes, mas sempre têm relação com o mercado de atuação e os interesses dessa área referentes à conquista de objetivos estratégicos. A função deles reside justamente neste aspecto: avaliar o progresso para o alcance dos resultados esperados.

Por meio deles, é possível realizar melhorias estratégicas e operacionais. Além disso, a mensuração de resultados contribui para o embasamento das tomadas de decisão estratégicas por meio do data driven business e para o foco nos aspectos realmente relevantes para o negócio.

De modo geral, os bons KPIs trazem várias vantagens, como:

  • acompanhamento da evolução em prol do resultado esperado;
  • tomadas de decisão mais precisas e embasadas em dados;
  • comparação que mede o nível de progresso do indicador com o passar do tempo;
  • análise de eficiência, eficácia, qualidade, governança de TI, compliance, desempenho e uso dos recursos.

Os 5 principais indicadores de desempenho em TI

Os KPIs são instrumentos importantes para aumentar a relevância da TI para a empresa e esse setor tem um papel efetivamente estratégico. Eles variam conforme o segmento de atuação, porém, é importante que equilibrem metas operacionais e estratégicas.

Nesse contexto, os principais indicadores de desempenho de TI são os que listamos a seguir:

1. Tempo Médio de Atendimento

O TMA está diretamente relacionado à capacidade de cumprir as demandas existentes na empresa, ou seja, prestar o suporte necessário. Ele mensura o tempo que a equipe de TI leva para resolver um chamado.

Quando há muita demora, é preciso verificar a necessidade de contratar mais pessoas ou fornecer capacitação para aperfeiçoar a produtividade e garantir que os colaboradores utilizem a tecnologia com segurança. Porém, considere também a complexidade do trabalho antes de tomar conclusões precipitadas.

2. Disponibilidade dos sistemas

As empresas requerem o bom funcionamento dos softwares para que todos os outros setores funcionem adequadamente. A queda de servidores e da infraestrutura e os sistemas que travam o tempo todo prejudicam a produtividade e causam prejuízos significativos ao negócio.

O ideal é que o índice de disponibilidade fique acima dos 95%. No entanto, você pode definir um índice ainda mais elevado, se achar necessário. Considere que mesmo companhias com disponibilidade de 99,9% ainda perdem mais de oito horas por ano. Por isso, é fundamental saber como está a situação no seu negócio.

3. First Call Resolution

O FCR é um indicador que mensura a eficácia do atendimento, porque foca na taxa de resolução dos incidentes logo no primeiro contato. Por isso, ajuda a entender se a autonomia e a capacidade técnica da equipe estão apropriadas, assim como se os processos são internalizados e simplificados para que todos os compreendam.

Quando o FCR estiver baixo, é preciso rever a equipe ou os processos. Para medir esse indicador, é preciso dividir o total de resoluções no primeiro contato pelo número de solicitações feitas. Por exemplo: 200 pedidos com 160 soluções nessa condição resultam em 80%.

Quanto mais alto for o FCR, melhor deve ser a satisfação do cliente. Além disso, um estudo do Service Quality Measurement Group indicou que 1% de melhoria nessa taxa implica a mesma porcentagem de aperfeiçoamento na experiência positiva dos usuários.

4. Custo por ticket

A ideia, aqui, é avaliar o total mensal despendido com o suporte de TI dividido pelo volume de operações realizadas no mesmo período. O objetivo sempre é manter os níveis mais baixos de custo por ticket.

É importante considerar que esse indicador sofre influência dos incidentes e das solicitações de serviço realizadas. Apesar de o suporte normalmente ser uma das primeiras áreas que sofre redução de custos, ela é fundamental para a organização.

Por meio do custo por ticket, você consegue analisar a eficiência do atendimento às demandas com o orçamento definido.

5. Compliance do Service Level Agreement

O SLA é o contrato feito entre fornecedor e cliente para que o serviço seja cumprido de acordo com as cláusulas especificadas. Como indicador, mede a porcentagem de incidentes solucionados dentro do acordo determinado.

O objetivo da taxa é mantê-la a mais alta possível. Ao avaliar esse indicador, você:

  • descobre a precisão dos níveis de serviços (e se eles são reais e atingíveis);
  • verifica o desempenho do help desk em comparação com os níveis de serviço combinados com o usuário final;
  • identifica áreas que necessitam de melhorias, bem como fraquezas e forças do help desk.

Esses e outros indicadores o ajudarão a ter uma visão mais clara da performance de TI e permitirão identificar a necessidade de implementar métodos mais eficientes nas operações. Assim, são identificadas soluções personalizadas que contribuem para a otimização dos serviços executados.

Se você deseja se aprofundar melhor na aplicação desses indicadores, confira nosso e-book!

Guia definitivo para entender e aplicar Métricas de TI

 

A aplicação desses números ao seu negócio

Mensurar a efetividade do setor de TI é indispensável — e isso precisa ser feito por meio dos KPIs. Somente a partir do conhecimento da performance da área é que se torna possível justificar investimentos, indicar o que é necessário e atuar de maneira realmente estratégica.

Porém, como empregar esses números na sua empresa? O primeiro passo é adotar indicadores de desempenho realmente relevantes para a área. Tenha em mente que mais do que mensurar, é preciso obter uma visão ampla dos resultados para aperfeiçoar os serviços realizados.

Para isso, é necessário cumprir algumas etapas para ser eficiente:

Defina as responsabilidades de cada colaborador

Os diferentes integrantes da equipe de TI devem ter seus papéis, processos e tarefas bem delimitados. Descreva seus cargos, funções e salários para saber o que cada um deve fazer.

Crie ou delimite os indicadores relevantes

Esse processo deve considerar os indicadores estratégicos do negócio. Por exemplo: imagine que a empresa pretende aumentar as vendas em 15% em seis meses. A partir disso, considere como a TI pode contribuir, seja pela disponibilidade dos sistemas, seja por uma taxa elevada do SLA.

Convoque todos os colaboradores

A equipe deve participar ativamente do alcance dos objetivos. Indique a importância desse processo e determine os prazos para os feedbacks. Essa postura proativa garante mais eficiência e o comprometimento de todos.

Acompanhe o desempenho

Os indicadores devem ser definidos e continuamente analisados para assegurar bons resultados. Acompanhe-os diária, semanal e mensalmente com a ajuda de uma ferramenta adequada. Ao mesmo tempo, avalie o comportamento dos colaboradores para repassar feedbacks e melhorias.

Assim, os indicadores de desempenho são essenciais para verificar a qualidade e a produtividade da equipe e dos processos executados. Essa é a melhor forma de saber o que dá certo e o que precisa ser ajustado. O resultado é a maximização do uso dos recursos.

E você, já usa KPIs para mensurar a performance da sua equipe de TI? Confira mais dicas importantes para o negócio assinando nossa newsletter!

Sobre o Autor

Mestre em Sistemas de Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013-2015). Graduado em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2012). Atua desde 2011 em projetos de consultoria em melhoria de processos de gestão e engenharia de software. É implementador certificado do modelo MPS para Software e Serviços e avaliador adjunto do MPS para Software.