Imagem de destaque

Escrito por: David Zanetti

Quando: 22 de janeiro de 2018

Saiba o que é DevOps e como essa metodologia ajuda a inovar em TI:

Saber o que é DevOps tem sido essencial para entender o atual cenário automatizado. Com a Tecnologia da Informação se tornando cada vez mais parte essencial de um negócio, é notável a busca de gestores por métodos que garantam confiabilidade, produtividade e agilidade em seus processos.

Por esse motivo, preparamos o conteúdo a seguir para que você possa entender o que é DevOps exatamente e como ele pode transformar a TI de uma empresa. Continue a leitura!

O que é DevOps?

Trata-se de uma metodologia de desenvolvimento ágil que utiliza ferramentas, práticas e, principalmente, a comunicação para facilitar a integração entre desenvolvedores de softwares e profissionais responsáveis pela infraestrutura de TI.

Essa união possibilita tornar os processos mais simples, aumentar a qualidade e reduzir o tempo das entregas. Logo, as empresas podem atender melhor a seus clientes e ser mais competitivas no mercado.

O conceito em si é de fácil compreensão, já que parece natural (e até óbvio) que essas áreas trabalhem juntas. Entretanto, sua aplicação depende de uma mudança de mentalidade e do rompimento de barreiras culturais na organização.

Tradicionalmente, as equipes são separadas em silos e vistas de maneira independente. Há pouca comunicação — geralmente burocrática e, em muitos casos, turbulenta, com um verdadeiro “jogo de empurra” dos problemas e responsabilidades entre os times.

Esse tipo de estrutura já não faz mais sentido e tem se mostrado ineficiente para atender às demandas dos clientes. As áreas precisam compreender que são complementares e que o resultado do produto ou serviço entregue depende de ambas. Portanto, eliminar o gargalo de comunicação e estimular a cooperação são os grandes desafios da DevOps.

Na metodologia DevOps, os times trabalham de forma combinada durante todo o ciclo de vida do projeto. Isso possibilita que as equipes tenham uma visão mais ampla do negócio e compreendam melhor suas operações. Também é comum a integração de mais áreas, como segurança e controle de qualidade.

Quais são os benefícios de implementar DevOps?

Listamos abaixo quais são as principais vantagens da aplicação dessa metodologia nos processos de TI. Acompanhe!

Segurança

Trabalhar com DevOps faz com que a empresa utilize a infraestrutura e tenha diretrizes específicas. Isso torna viável aos gestores a definição e o rastreamento de conformidade. Além de garantir a segurança das operações, tudo fica mais claro.

A possibilidade de monitorar os registros em tempo real e analisar o funcionamento do software contribui para que os erros sejam diagnosticados. Isso aumenta a rapidez na solução de problemas e permite a entrega contínua, viabilizando mais testes feitos pela equipe responsável.

As ferramentas adotadas com a metodologia DevOps fazem com que sejam definidas as ações a serem concluídas para que a produção aconteça imediatamente. Logo após a construção do software e dos testes realizados, é possível garantir a segurança operacional e a satisfação do seu público.

Facilidade em intervenção proativa

Com as equipes integradas e multidisciplinares, todo o quadro de funcionários de TI se envolve no mesmo projeto de software. O gestor tem a possibilidade de ouvir os problemas e o time pode chegar, de forma harmoniosa, à solução de cada falha observada.

Essa intervenção proativa diminui os gastos e economiza o tempo de produção ou entrega. É viável, portanto, identificar erros e resolvê-los o mais rápido possível. Isso ocorre porque os projetos não são entregues prontos, mas sim por etapas.

As pequenas entregas, ao contrário daquelas únicas e mais amplas, fazem com que o produto criado seja otimizado e atenda mais às necessidades do seu cliente.

Maior capacitação

Não existe escapatória: para utilizar a metodologia, é preciso entender o que é DevOps e formar equipes muito bem treinadas. Será necessário capacitar seus funcionários e promover treinamentos com profissionais especializados, qualificando ainda mais os times.

Ao aumentar o preparo dos colaboradores, automaticamente você eleva a qualidade do seu produto. Além disso, a empresa diminuirá a rotatividade, economizará com contratações e será referência no setor em que atua.

Os funcionários trabalharão com mais comprometimento e uma maior produtividade, refletindo no resultado do software e em sua relação com o cliente. Isso também deixa os times mais abertos a mudanças e a ouvirem o que os gestores têm a dizer, já que eles se sentem valorizados e parte importante do processo de criação e viabilização.

Colaboração entre as equipes

Quando uma organização opta por trabalhar com automação em DevOps, tudo flui mais facilmente. Podemos citar como vantagem a criação de equipes mais entrosadas e multidisciplinares.

Com esse novo quadro, a empresa trabalha com colaboradores aptos a solucionarem problemas amplos e que não se limitam a um único setor. A comunicação acaba por ser mais clara, objetiva e harmoniosa. Essa vantagem faz com que os colaboradores conheçam todas as etapas de criação e estejam presentes nas decisões e operações.

Para conseguir isso, os gestores devem focar em profissionais capazes de realizar testes, desenvolver sistemas, gerenciar servidores e desempenhar ou conhecer diversas funções na área de TI.

Como resultado, haverá: desempenho otimizado, entrega correta e rápida, cliente satisfeito e crescimento da empresa. Nada mal, não é?

Equipes integradas

A metodologia não só promove a união de dois times específicos como também aproxima as áreas dos gestores e donos do produto (PO), viabilizando uma comunicação mais aberta e eficiente.

Com as equipes trabalhando em parceria, é possível identificar os problemas mais rapidamente e, por meio da troca de experiências, propor, debater ou implementar soluções com maior velocidade. Assim, o trabalho se torna mais estável e fluido.

Além da redução de custos que a agilidade na solução de problemas proporciona, muitas empresas veem nesse modelo a possibilidade de diminuírem gastos também com mão de obra. Por isso, em organizações de pequeno porte, é comum observarmos as duas áreas dando lugar a uma equipe única, mais enxuta e multidisciplinar.

Processos mais simples e automatizados

Uma característica da solução DevOps é utilizar práticas e recursos para deixar os processos mais simples e menos burocráticos. Um exemplo é o uso da ferramenta Kanban, que dá transparência, permitindo que todos vejam as etapas do projeto e quem está realizando cada atividade — o que facilita a interação entre os profissionais.

Não é diferente no desenvolvimento: qualquer atividade rotineira de codificação, implementação ou testes deve ser automatizada sempre que possível. Uma tendência em ambientes DevOps é a utilização de Cloud Computing, visto que agrega tecnologia de ponta e reduz a operação de infraestrutura.

Com tudo isso, os profissionais ganham tempo para que:

  • se dediquem à melhoria contínua;
  • aprimorem features;
  • monitorem aplicações;
  • documentem;
  • pesquisem;
  • compreendam falhas.

Entregas com mais qualidade e velocidade

As melhorias significativas no ambiente de produção propiciam a cooperação entre equipes e simplificação de processos. Isso garante a confiabilidade de seus sistemas, além dos aumentos de qualidade e velocidade nas entregas.

A capacidade de lançar recursos frequentemente e corrigir problemas com agilidade, mantendo uma experiência de uso positiva para o cliente, agrega uma importante vantagem competitiva ao negócio.

Como implementar o DevOps?

Se você chegou até este tópico, já sabe que a metodologia tem algumas vantagens bem interessantes. No entanto, para que não restem dúvidas quanto à implementação, separamos alguns passos que devem ser seguidos. Confira abaixo.

Integrar áreas

Conforme vimos, a integração é o elemento-chave para o sucesso da implementação da metodologia. Trata-se do primeiro (e também do mais complexo) passo, que envolve a mudança de aspectos culturais da empresa.

Simplesmente colocar as duas equipes em uma única sala e pedir para que interajam não funciona. Inicialmente, deve-se introduzir o pensamento DevOps nos times, enviar funcionários para eventos e chamar especialistas para ministrar palestras sobre o assunto dentro da empresa.

Descobrindo o que é a metodologia DevOps e como ela funciona, já é possível começar a testá-la na prática. No entanto, inicie com projetos pequenos, visto que eles são mais simples de se fazer e manter — configurando, também, uma ótima oportunidade para que as equipes se acostumem a interagir e resolver conflitos juntas.

Padronizar ambientes

Agora que os times trabalharão em conjunto, é necessário realizar uma padronização do ambiente de TI.

Assim, todos os profissionais, tanto os de desenvolvimento quanto os de infraestrutura, passam a trabalhar com ferramentas (software e hardware) e documentações semelhantes, além de seguirem os mesmos protocolos. Para completar, a uniformização simplifica os procedimentos e facilita o trabalho das equipes.

Realizar uma gestão eficiente

Uma gestão eficiente em um ambiente DevOps tem como característica a flexibilidade e está presente tanto na maneira de conduzir a interação entre as equipes quanto na escolha das ferramentas de gerenciamento.

Os métodos de gestão empregados devem ser capazes de organizar a operação e, ao mesmo tempo, simplificar e dar dinamismo aos processos. Para tanto, geralmente opta-se por utilizar ferramentas do mundo ágil, como quadro Scrum ou Kanban, em que se pode ter uma visão ampla das etapas em execução, pendentes e concluídas.

Como mensurar?

Assim como ocorre em toda boa gestão de TI, é necessário medir e monitorar os processos. Conhecer as operações em números é essencial para saber como está o desempenho atual e o que pode ser melhorado. O ideal é estabelecer metas quanto à velocidade de resposta e frequência para, depois, definir os indicadores de desempenho da equipe.

Não há um padrão de métricas a serem medidas no DevOps. Por isso, o gestor deve analisar e escolher aquelas que julgar mais relevantes ao negócio — normalmente, não passam de dez. Algumas empregadas são:

  • taxas de erros;
  • número de incidentes por release;
  • ciclo de vida do desenvolvimento;
  • velocidade e frequência do deploy;
  • velocidade de teste de software.

De posse desses dados, é possível fazer um diagnóstico da performance da metodologia implementada. Logo, será viável saber se:

  • os times estão atuando com eficiência;
  • há gargalos produtivos;
  • a comunicação entre as áreas está funcionando;
  • a TI supre as necessidades do negócio;
  • os resultados obtidos estão realmente de acordo com o esperado de um ambiente DevOps.

Por fim, podemos perceber o DevOps como uma resposta eficiente dos profissionais de TI para atenderem às crescentes demandas do mercado — a compreensão de que era necessário inovar o próprio jeito de trabalhar para continuar mantendo a produtividade atualizada.

Agora que já vimos um pouco mais sobre o que é DevOps e quais são seus reais benefícios para os resultados e a funcionalidade de uma empresa, conte para a gente: você já usa a metodologia? Conseguiu colher bons frutos? Deixe um comentário relatando suas experiências e ajude outros profissionais a adotarem o recurso!

David Zanetti

Sua expertise abrange desde a aplicação das melhores práticas do CMMI até o gerenciamento ágil de projetos, melhoria de processos e otimização de fluxos de trabalho, conduzindo as empresas a alcançarem resultados excepcionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário aprovado.


Matérias Semelhantes

Certificação
2 de maio, 2024

Certificações para empresas de TI: Saiba quais são as mais importantes

À medida que os negócios expandem e aumentam sua base de clientes, é comum que as organizações necessitem demonstrar certos níveis de gestão e governança, co...
Ler artigo
Certificação
22 de abril, 2024

Certificação ISO 27001: O que você precisa saber para implementar a norma

A ISO 27001 é uma norma certificável que atesta que sua empresa cumpre os requisitos do International Organization for Standardizat...
Ler artigo
Certificação
17 de abril, 2024

O que é CMMI e como usar? Aprenda aqui!

CMMI significa Capability Maturity Model Integration (Modelo de Capacidade e Maturidade Integrado) e como o próprio nome diz é um modelo ...
Ler artigo