7 dicas de Gamification que aumentam a produtividade das equipes

ProMoveGamification7 dicas de Gamification que aumentam a produtividade das equipes
7 dicas de Gamification que aumentam a produtividade da equipe

Um dos grandes objetivos que empresas buscam por natureza é fazer mais com menos, que significa mais valor com menos gastos.  Isso pode ser obtido de várias formas, sendo algumas: automação, ferramentas novas, treinamentos, e, o foco desse post, aumento da produtividade das equipes.

No entanto, também existem diversas maneiras de aumentar a produtividade das equipes.

Uma das estratégias mais atuais é o aumento da produtividade através do aumento do engajamento e ludificação do trabalho utilizando técnicas de Gamification nas equipes.

Na nossa série de posts, falamos sobre diversos aspectos do Gamification, suas vantagens e desvantagens e estratégias de implementação.

Nesse post, o foco é em dicas específicas para aumentar a produtividade da equipe durante a execução do Gamification. São elas:

1. Identifique o que motiva a equipe e monte o jogo com base nisso

Não presuma que você sabe o que motiva a equipe e que o jogo que você está propondo será bem aceito e um sucesso com sua todo mundo.

Cada pessoa é motivada por alguma coisa. Cada um tem seus objetivos pessoais e profissionais, seus gostos e sua forma de ser e de se relacionar com os demais.

Nós recomendamos sempre fazer um levantamento do que mais motiva cada pessoa. Para fazer isso, uma boa dica é utilizar a dinâmica do Moving Motivators, que é uma das técnicas presentes no Management 3.0.

O resultado dessa dinâmica mostrará o que motiva cada pessoa, e consequentemente, a equipe.

Com isso, o jogo será muito mais adequado à realidade, aumentando a chance de que ele atinja o objetivo de aumento da produtividade.

2. Identifique os interesses da equipe e ludifique o jogo, criando um story-telling que aumenta o engajamento

Na mesma linha da conversa com a equipe, é fundamental ouvir a equipe e envolvê-los na criação do jogo.

O jogo precisa ser algo que desperte o interesse dos jogadores, e que os engaje a jogar mais e realizar as suas atividades.

Com um tema e uma história (que formam story-telling) do jogo que seja de interesse e que animem os jogadores, é muito maior a chance do jogo trazer resultados, pois os jogadores vão querer continuar jogando e evoluindo no jogo.

Alguns exemplos de Story-telling:

  • Star Wars (lado bom contra lado negro)
  • Medieval (evoluindo estilo RPG, cada pessoa seguindo uma classe – mago, guerreiro, arqueiro, etc)
  • Game of Thrones (competição entre as “casas”, que podem ser as “equipes”, pelo poder e controle dos 7 reinos e do trono de ferro)
  • Harry Potter (competição entre as “casas”, para decidir quem são os melhores magos da universidade)
  • Pokémon (mundo onde o objetivo é ser um mestre Pokémon, capturando, evoluindo pokémons e vencendo batalhas)

3. Identifique os objetivos da empresa com o jogo e deixe claro como os jogadores estão ajudando nesse objetivo

Os objetivos da empresa tem que estar claros a todo momento. Todos os participantes devem estar cientes que estão ajudando no atingimento dos objetivos estratégicos da empresa através da execução e respeito às regras do jogo.

Forneça feedback contínuo e, se possível, mostre os resultados do gamification em relação aos objetivos estratégicos.

4. Envolva os treinamentos corporativos no jogo

É comum em empresas que tem um programa de treinamentos corporativos um alto índice de faltas nos treinamentos fornecidos.

O gamification pode ser uma ferramenta para alavancar essa participação nos treinamentos, pontuando e bonificando aqueles que participam dos treinamentos. Ou até melhor!

Powered by Rock Convert

Pontuando mais aqueles que demonstraram que absorveram o conhecimento fornecido no treinamento!

Além disso, é uma das melhores áreas de se gamificar porque todas as equipes podem ganhar pontos igualmente (desde que os treinamentos estejam planejados de forma igualitária).

Confira neste e-book, com mais detalhes, como a prática motiva seus colaboradores na busca de mais especializações.E-book Usos e beneficios da gamificação em treinamentos corporativos

5. Incentive o trabalho em equipe

Uma boa estratégia para melhorar a produtividade é incentivar o trabalho em grupo. Estimule pair programming.

Estabeleça objetivos tangíveis para o time, e premie pelo atingimento desses objetivos. Faça com que os jogadores queiram se ajudar, e não simplesmente competir e se isolar na competição.

O trabalho em grupo é ótimo para difundir o conhecimento do negócio, conhecimento técnico, revisão técnica do trabalho do outro, e muitas outras vantagens.

E metas como “N pontos para todos da equipe se a sprint for entregue no prazo” ou “N pontos para todos da equipe se a sprint for entregue sem defeitos” vão fazer com que todos se ajudem para esse objetivo em comum.

É importante, porém, tomar cuidado para prover oportunidades para que todos se ajudem, pois se algum elo falhar e a meta não for atingida por causa dessa falha, pode ser criada uma situação desagradável.

6. Forneça feedback contínuo e visibilidade das informações do jogo

É fundamental para o sucesso de estratégias de gamification que os moderadores forneçam de forma contínua um feedback para os jogadores.

O feedback consiste em conceder informações sobre como o usuário e os demais jogadores estão no jogo, quanto falta para atingir determinadas metas, pontuação obtida, desafios concluídos, missões temporárias, níveis e classificação atualizada dos jogadores, dentre outras informações relevantes.

Isso é necessário, pois cria um engajamento maior, motiva o jogador a continuar jogando e mostra que o que ele está fazendo está trazendo resultados!

7. Crie uma sensação de progressão (associada até a plano de carreiras!)

Dentro de ambientes gamificados, é fundamental que seja criada uma sensação de progressão no jogo.

Afinal, você joga para ficar mais forte, progredir, chegar ao final do jogo e buscar vencer.

Se não houver uma mecânica de progredir no jogo, provavelmente ele não vai conseguir engajar os jogadores por muito tempo, e os objetivos estratégicos não vão ser atingidos.

Ou seja, vão parar de jogar e os ganhos de produtividade esperados não vão acontecer.

As dicas listadas são apenas algumas dentre as infinitas formas de utilizar o gamification buscando a melhoria da produtividade e do engajamento.

Continue lendo nossa série de posts sobre gamification para ter mais dicas e informações o uso de gamification em suas empresas!

É importante lembrar também que há outras formas de aumentar a produtividade das equipes que não estão relacionadas com gamification e você pode encontrar esse tipo de conteúdo dentro de nossa página.

Mas e você? Já conseguiu resultados com seu projeto de gamification? Ou ainda pretende começar? Conte-nos nos comentários suas próprias dicas, dê seu feedback e nos mande suas dúvidas!

About the author

Mestre em Sistemas de Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013-2015). Graduado em Ciência da Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2012). Atua desde 2011 em projetos de consultoria em melhoria de processos de gestão e engenharia de software. É implementador certificado do modelo MPS para Software e Serviços e avaliador adjunto do MPS para Software.