Imagem de destaque

Escrito por: Larissa Araújo

Quando: 20 de agosto de 2018

Como a certificação ITIL otimiza a carreira em TI?

Você, profissional de tecnologia, tem certeza de que está atualizado com as melhores práticas de gerenciamento de TI? Já obteve sua certificação ITIL, por exemplo? Em uma área marcada pela permanente atmosfera de pressão por cumprimento de prazos, entregas cada vez mais rápidas, custos baixos e qualidade beirando a perfeição, desenvolver habilidades de gestão de processos é fundamental para alcançar êxito na carreira.

Nesse contexto, a necessidade de controlar com eficiência a ebulição de projetos simultâneos que emergem diariamente aos olhos de analistas, desenvolvedores e gerentes de TI, aliada à cobrança constante por resultados na área tecnológica, são alguns dos fatores que impulsionaram a criação de diversas abordagens, metodologias e soluções de TI para melhoria de processos internos.

Dentro desse universo de perspectivas de aprimoramento, que passa pela internalização da cultura DevOps (integração das equipes de desenvolvimento e operações, objetivando entregas contínuas, mais céleres e com menor índice de retificações) até às estratégias de Gamification (para engajar colaboradores, integrar departamentos e motivar equipes), a metodologia ITIL é das mais essenciais para quem precisa entender como governar o ambiente de TI com excelência.

Quer saber como a certificação ITIL pode alavancar a carreira do profissional da área de tecnologia? Confira agora!

O que é ITIL e qual sua importância?

ITIL é a sigla de “Information Technology Infrastructure Library” (ou, em português, “Biblioteca de Infraestrutura de Tecnologia da Informação”). Trata-se de um conjunto de publicações, tão valiosas quanto extensas, sobre as melhores práticas testadas e validadas por empresas do mundo todo e ligadas ao gerenciamento de TI.

A metodologia ITIL aborda novos modelos de arquitetura, utilidade dos recursos de Cloud Computing na disponibilidade de sistemas, elevação do foco no core business por força do outsourcing, entre centenas de outras práticas de excelência no setor.

A importância desse conhecimento é tão grande que muitas organizações, no momento da seleção, dão preferência a quem tem essa certificação em detrimento a quem se contentou em obter um diploma universitário. A razão é que os players do mundo todo são atualmente avaliados por padrões internacionais extremamente rígidos. Quem detém know-how sobre as melhores práticas exigidas no mercado mundial acaba tendo vantagem na contratação ou, mais do que isso, em uma eventual promoção interna.

Atualmente, as atualizações e a elaboração dos programas de certificação ITIL ficam a cargo da Axelos, uma joint venture que tem a participação do governo britânico.

O que a certificação ITIL agrega ao profissional de TI?

Ao lado do COBIT e da ISO 20.000, a ITIL está no topo, entre as mais importantes certificações de TI do mercado mundial. Seus benefícios aos profissionais da área, entretanto, vão muito além da simples agregação de valor ao CV e de ganho de prestígio em sua empresa.

Trata-se, antes, da aquisição da capacidade de coordenar um time de TI, reduzindo incidentes, elevando níveis de serviço, tornando processos mais consistentes e de fácil previsão.

Vamos ver, aliás, algumas das principais competências adquiridas por quem tem uma certificação ITIL.

1. Maior capacidade de alinhar a TI ao negócio

Se você é um analista de TI/desenvolvedor e sonha em ser promovido a gestor no médio prazo, precisa antes estar preparado para a oportunidade que almeja. E o primeiro benefício que o framework ITIL é capaz de trazer é a facilidade de alinhar a TI à estratégia do negócio.

Você sabe bem que já se foi o tempo em que a TI era um mero departamento de inserção de dados. Na era dos negócios digitais, a área tecnológica se transformou em ponto nevrálgico para a inovação, um centro fundamental de competitividade que se liga diretamente ao business da empresa. Mas é preciso ter gestores que consigam promover essa harmonização: as práticas contidas na ITIL certamente oferecem ótimos insights em direção a essa simbiose.

2. Visão sistêmica dos processos de TI

A grande falha nos departamentos de TI da maioria das empresas está na visão estrábica de seus funcionários. Enquanto o programador só se preocupa em entregar o máximo de funcionalidades possíveis, o time de operações só pensa em manter o ambiente estável. E os conflitos não tardam a chegar.

Ambas as equipes se esquecem de que seus  alvos somente serão alcançados com a colaboração mútua e o trabalho integrado de todo o staff de tecnologia. O conhecimento aprofundado das práticas recomendadas nas centenas de páginas da ITIL ajuda o profissional a lapidar uma visão mais global sobre os processos de TI, bem como sobre os processos corporativos de forma geral.

3. Poder de redução de custos na empresa

Apenas para exemplificar, um dos pilares presentes na ITIL é a “Estratégia de Serviço”. Trata-se de uma abordagem que visa fazer uma profunda avaliação das necessidades do mercado (e dos clientes), no intuito de compreender quais capacidades precisam ser aprimoradas em matéria de atendimento ao cliente, de forma que esse serviço seja prestado de modo estratégico, com excelência em qualidade e redução brutal nos custos.

Outro exemplo pode ser dado pelo módulo “Transição de Serviços”, cujo objetivo é o de planejar e controlar as mudanças em produtos e/ou serviços com foco no controle de riscos, redução de erros e, por consequência, de custos.

Em um cenário de altíssima competitividade, ser um profissional de TI capaz de elaborar estratégias eficientes de redução de custos o torna extremamente valorizado no mercado, concorda?

4. Capacidade de padronizar serviços de TI

É impressionante como em plena era em que se fala tanto de COBIT e ITIL, ainda existem empresas e gestores completamente perdidos, por exemplo, com os processos de desenvolvimento de software e entrega aos clientes.

Como não se tem um padrão, os bugs se repetem indefinidamente pelas mesmas razões. Os prazos estouram e a qualidade do produto final não é a desejada pelo cliente. Mas é possível mudar tudo isso com padronização.

O enxugamento de procedimentos redundantes, o redesenho de processos e a modernização em tecnologias, desempenho e iniciativas ajudam a garantir uma padronização mínima em relação aos serviços de TI, criando uma “biblioteca de ações” particular ao universo da empresa. Conhecer as práticas contidas na ITIL é essencial nesse aprimoramento.

5. Elevação do patamar profissional

Uma pesquisa realizada recentemente no Brasil mostrou que para 64% dos profissionais, ITIL é a chave para melhorar a reputação do segmento de TI. O problema é que muita gente que trabalha na área não tem conhecimento algum sobre esse framework. Esse despreparo da concorrência, evidentemente, beneficia os profissionais e as empresas mais atualizadas.

Quer mudar de patamar na carreira e ser visto com muito mais seriedade nas reuniões de sua empresa? A certificação ITIL é etapa crucial nesse processo.

6. Aquisição de maturidade para os desafios da 4ª Revolução Industrial

Em 1780, a 1ª Revolução Industrial trouxe ao mundo a mecanização do sistema fabril, redimensionando a produção no planeta. Um século mais tarde, foi a vez do motor à combustão impulsionar novos meios de transporte e uma indústria ainda mais eficiente. Já no século XX, o surgimento dos computadores já indicava o oceano de mudanças que ocorreriam na virada para o novo milênio.

Agora, a fusão de tecnologias físicas, digitais e biológicas trazem ao mundo uma série de recursos inimagináveis há até alguns anos, como Internet das Coisas (IoT), realidade virtual/aumentada, impressoras 3D, Big Data, drones e, por consequência, sistemas autônomos, com capacidade de aprendizado constante e que tomam decisões de forma autônoma.

Nesse ambiente complexo da chamada 4ª Revolução Industrial (ou “Indústria 4.0”), o desafio dos profissionais de TI é conseguir integrar todas essas tecnologias em um único ecossistema digital. Será preciso que as empresas se tornem mais ágeis, flexíveis e estruturadas para a inovação.

É justamente essa abordagem que você verá na mais nova atualização do framework ITIL, a ITIL V4, prevista para sair ainda no 1º trimestre de 2019. Ela integrará as práticas já consagradas em gerenciamento de TI às metodologias ágeis, como DevOps, Agile e Lean. Vai ficando cada vez mais difícil sobreviver no mercado sem dominar esses conceitos. E isso vale tanto para as empresas quanto para os profissionais.

Já assinou nossa newsletter? Assine agora para receber gratuitamente em seu e-mail dicas e conteúdos exclusivos sobre implantação de processos ágeis, elevação da qualidade no desenvolvimento de softwares, adoção das práticas de redução de custo presentes na ITIL e muito mais!

Larissa Araújo

Mestre em Engenharia de Software pela COPPE/UFRJ, Auditora ABNT e Consultora em TI. Apaixonada pela Qualidade de Software, Agilidade, Gestão do Projetos e Compliance.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário aprovado.


Matérias Semelhantes

Certificação
2 de maio, 2024

Certificações para empresas de TI: Saiba quais são as mais importantes

À medida que os negócios expandem e aumentam sua base de clientes, é comum que as organizações necessitem demonstrar certos níveis de gestão e governança, co...
Ler artigo
Certificação
22 de abril, 2024

Certificação ISO 27001: O que você precisa saber para implementar a norma

A ISO 27001 é uma norma certificável que atesta que sua empresa cumpre os requisitos do International Organization for Standardizat...
Ler artigo
Certificação
17 de abril, 2024

O que é CMMI e como usar? Aprenda aqui!

CMMI significa Capability Maturity Model Integration (Modelo de Capacidade e Maturidade Integrado) e como o próprio nome diz é um modelo ...
Ler artigo